Andef fomenta a tecnologia e a segurança no campo na Agrifam

Entidade participa da maior feira especializada em agricultura familiar do Brasil, entre os dias 1 e 3 de agosto, em Lençóis Paulista-SP.


A Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) participa, entre os dias 1 e 3 de agosto, da Agrifam - Feira da Agricultura Familiar, em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo. Considerada a maior feira especializada em agricultura familiar do Brasil, a Agrifam já tem cerca de 200 expositores confirmados e deve receber mais de 30 mil visitantes nesta edição.

"O objetivo da Andef é fazer com que as novas tecnologias cheguem aos pequenos agricultores e ajudem a aumentar a produtividade no campo", afirma Eduardo Daher, diretor executivo da Andef. "O Brasil só dará um novo salto de produtividade quando agricultura familiar for uma atividade tecnificada".

A participação da Andef é mais uma ação de apoio ao Ano Internacional da Agricutura Familiar, declarado pela FAO-ONU, que visa promover ao longo de 2014 o trabalho realizado pelos pequenos produtores e destacar a importância desses agricultores para a erradicação da fome no mundo.

O estande institucional, que conta com o apoio da FAO, terá como tema principal o aumento da produtividade nas lavouras brasileiras e a adoção de tecnologias por pequenos e médios produtores no Brasil. Educação e boas práticas no campo também estarão na pauta. Em parceria com a fabricante de EPIs Protect, serão realizadas demonstrações sobre o uso correto de equipamentos de proteção.

 

Ano Internacional da Agricultura Familiar

O agronegócio brasileiro vive um dos melhores momentos de sua história. Em 2013, o setor foi responsável por 22,8% do PIB do país. Neste ano, o país deve colher quase 200 milhões de toneladas de grãos. Apenas em soja, serão 90 milhões de toneladas, levando o país a ultrapassar os Estados Unidos como maior produtor mundial da oleaginosa. As exportações de carnes também não param de crescer. Depois de superar pela primeira vez a barreira dos US$ 15 bilhões em vendas externas de bovinos, suínos e aves, a expectativa para 2014 é de novo crescimento. O cenário é extremamente favorável e a boa notícia é que ainda existe muito espaço para crescimento - sobretudo entre os pequenos produtores, a chamada agricultura familiar.

De acordo com o mais recente censo agropecuário, 70% da produção nacional de alimentos têm como origem a agricultura familiar. Buscando desenvolver este importante segmento, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) celebra em 2014 o Ano Internacional da Agricultura Familiar. O objetivo é incluir os pequenos e médios produtores na discussão em torno do aumento da produção de alimentos no país e no mundo. Segundo a Confederação Nacional da Agricultura, atualmente apenas 11% dos agricultores familiares têm acesso regular a insumos tecnológicos.

De acordo com a FAO, o Brasil precisará aumentar sua produção em 40% até 2050. Os recordes de produção alcançados nas últimas safras mostram que estamos no caminho certo. Os grandes produtores, que investem há muito tempo em tecnologia e gestão, já possuem bons índices de eficiência e produtividade. Um aumento substancial na produção nacional, portanto, passa pelas mãos dos pequenos e médios empreendedores rurais. Mas este salto só será possível quando as tecnologias chegarem, de fato, à base da pirâmide produtiva nacional.

 

Informações para a imprensa:

Prole
Nicholas Vital
+55 11 96697 1179
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Comunicação – ANDEF

Antonio Carlos Moreira
+55 11 99933 7158
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Renata Eschiletti
+55 11 97144 6689
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Contato