Para FAO, quinoa pode resolver problema da fome no mundo

De acordo com a entidade ligada à ONU, grão possui grande valor nutricional e deve ser difundido em áreas com altas taxas de desnutrição


Grão com grande valor nutricional, a quinoa é considerada um “super alimento” pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). No “Ano Internacional da Quinoa”, a entidade busca divulgar a cultura, ainda pouco conhecida entre os brasileiros. Graças ao seu alto teor nutritivo, a quinoa é vista pela FAO como grande aliada no combate à desnutrição no país.

A quinoa já é cultivada em larga escala na Bolívia, Colômbia, Equador e Peru. No Brasil, a produção ainda é modesta. Atualmente, 70% do produto consumido no país é importado. Nos últimos anos, no entanto, pesquisadores e produtores brasileiros, liderados pela Embrapa, tem desenvolvido variedades cada vez mais adaptadas à realidade brasileira – fato que deve estimular a produção do grão no Brasil.

 

Em 2013, “Ano Internacional da Quinoa”, o objetivo é ressaltar não só a importância nutricional do grão, mas também aspectos econômicos, ambientais e culturais deste alimento, que já vem sendo utilizado no combate à fome em várias partes do mundo.

 

Na última quinta-feira (13), pesquisadores e produtores se reuniram na sede da Embrapa Cerrados para um workshop em parceria com a FAO, onde foram discutidos os desafios e oportunidades para a quinoa no Brasil.

 

Contato