CIPIAGRI ENCERRA MIRANDO 2012

Realizado pela Andef, evento pioneiro trouxe importantes pesquisadores ao Brasil


 

Encerrou no dia 30, o Congresso Internacional de Propriedade Intelectual na Agricultura, CIPIAGRI, em São Paulo. O último dia do evento foi reservado aos painéis que discutiram o cenário mundial da propriedade intelectual e das inovações tecnológicas incorporadas no agronegócio. O encontro pioneiro, realizado pela Andef, com apoio da ASIPI, ABPI, Casafe e da Bayer CropScience, reuniu, nos dois dias, cerca de 280 participantes.

 

Além de pesquisadores mundialmente reconhecidos nos temas da produção agrícola e inovação tecnológica, o CIPIAGRI reuniu representantes dos ministérios da Agricultura e da Saúde (Anvisa) e da embaixada da França, entre outras autoridades. Todas as palestras do encontro estarão disponíveis no site da Andef (www.andef.com.br), a partir da quinta-feira, 7 de julho

 

Matthew Phillips, um dos maiores especialistas em tecnologias para os mercados agrícolas e palestrante no evento, aprovou o encontro. 'Foi muito positivo o intercâmbio, em nível internacional, de conhecimentos em agricultura e propriedade intelectual', afirmou. Pela segunda vez no Brasil, o especialista lamentou não ter tido tempo, desta vez, de visitar plantações de soja e cana-de-açúcar. 'Em agosto, quando voltarei à America do Sul para um congresso na Argentina, quero aproveitar e fazer essas visitas no Brasil', disse Phillips.

 

Luís Rangel, Coordenador Geral de Agrotóxicos do MAPA, disse que o encontro deve representar um excelente indicador de rumos para os setores regulatórios do governo. 'Com a importância que o Brasil assume, hoje, no cenário mundial da agricultura, o país precisa elevar o patamar de decisões estratégicas', apontou Rangel.

 

No encerramento do evento, Eduardo Daher, diretor-executivo da Andef, destacou a participação de profissionais de diversas áreas não diretamente ligadas à produção agrícola. 'Isso confirma um fato que as entidades do agronegócio vem propondo: a força da agropecuária, responsável por um terço dos PIB brasileiro, deve ser uma pauta permanente para os profissionais e empresas de demais elos produtivos, do comércio e dos serviços - entre eles, a área jurídica, que registrou expressivo comparecimento neste encontro', destacou Daher.

 

Segundo o diretor-executivo da Andef, inúmeros participantes elogiaram importância das conferências e solicitaram a realização de uma segunda edição. 'Foi uma iniciativa pioneira realizar o encontro internacional com essa temática; agora, resta estimular os próximos passos', disse Daher, acenando com a segunda edição do CIPIAGRI, em 2012.

 

Fonte: Comunicação Andef

 

Contato